Rebeca com 2 anos e 7 meses e Alice com 5 meses


Meu segundo parto foi mais rápido, as contrações menos doloridas. O pós parto menos desconfortável, me recuperei mais rápido. 

A visão que eu tinha da minha primeira filha mudou: com a chegada da irmã, ela parecia bem mais velha, parecia que tinha crescido tanto naqueles últimos dias!!! lhe foi cobrada certa maturidade para entender os novos acontecimentos... maturidade esta que muitas vezes ela não tinha, no alge dos seus 2 anos e 3 meses de vida...

Minha relação com a mais velha também mudou, agora eu tinha que dividir minha atenção entre as duas, mas não meu amor: esse foi multiplicado quando a filha mais nova chegou. 

Em pensar que quando estava grávida cheguei a duvidar se amaria a nova filha assim como amava a primeira!! Uma insegurança sem sentido, já que o amor é exatamente igual, assim como afirmava a minha mãe (sobre eu e minha irmã) e eu insistia em duvidar!!! 

No início foi uma loucura: precisei de muita ajuda (ainda hoje preciso), alguém tinha que ficar com a filha mais velha pra eu cuidar da mais nova e de mim mesma, me recuperar do pós parto. Eu aparecia apenas para brincar com a Rebeca, alguns minutos antes da Alice chorar novamente. 

Eu tinha muito medo de ficar sozinha em casa com as duas, porque quando elas choravam ao mesmo tempo, era o verdadeiro caos. 

Não é fácil, no início a mais velha teve muito ciúme, jogou a escova de dentes no umbigo da irmã, que tinha apenas 7 dias!! 😱 

Queria ver a irmã e ficar junto, mas ao mesmo tempo queria bater... fiquei muito nervosa porque não conseguia cuidar das 2 sozinha, tive que aprender a delegar. 

Fiquei triste pq não conseguia mais sentar para brincar com a Rebeca como eu fazia antes, não conseguia dar a mesma atenção pra ela. Mas com o apoio da família e dos amigos que vinham brincar com ela ou levar pra passear e da minha anja do lar, as coisas foram se encaixando. 

A noite é mais turbulenta, já tive desespero da noite chegar, porque quando a mais nova finalmente dormia, a mais velha vinha acordá-la. De madrugada tiro a mais nova do quarto apressadamente antes que seu choro acorde a mais velha... 

Já as manhãs são bonitas, eu morrendo de sono e elas sorrindo e brincando juntas, cheias de energia. 

O tempo foi passando e eu fui aprendendo a dividir minha atenção, meu tempo e meus cuidados entre elas. 

Uma foi conhecendo a outra e elas adoram ficar juntas, mesmo com a diferença de 2 anos de idade. Alice é apaixonada pela irmã e vice e versa. E eu apaixonada pela maternidade, que é ao mesmo tempo louca e perfeita. 

Deixe um comentário